Segunda, 14 de Outubro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 27.22

  

Provérbios 27.22

“Ainda que você moa o insensato como trigo no pilão, a insensatez não se afastará dele” (Pv 27.22 NVI).

Sinto muita falta do meu sogro. Ele faleceu aos 57 anos de idade por causa de uma rara doença degenerativa que o afligiu por mais de uma década. Antes de ser acometido por essa enfermidade, ele sempre foi muito ativo, um incansável servo de Deus na seara do Senhor. Entretanto, com o desenvolvimento da doença, ele foi ficando cada vez mais limitado, até ter de se locomover com a ajuda de uma cadeira de rodas motorizada. Foi muito difícil para ele e para toda a família. Entretanto, mais de uma vez ele me disse que à medida que sua saúde piorava, ele crescia em comunhão com o Senhor. Certo dia, ele me contou que jamais havia estado tão perto de Deus e tão desejoso da vida eterna. Essa é a reação de um crente quando triturado pelas dificuldades e provações.

A verdade é que os servos de Deus, longe de crescerem na fé por si mesmos, são guiados, ensinados e fortalecidos pelo Espírito Santo, que os torna gradualmente mais sábios pelo aprendizado da Palavra de Deus. A salvação pela fé em Cristo e a ação do Espírito Santo têm o poder de transformar profundamente uma pessoa. Contudo, há aqueles que rejeitam a Cristo e preferem a insensatez de permanecer no pecado. Para esses, não há transformação, mesmo que eles queiram aprender certas práticas cristãs. A verdade é que não é possível cristianizar os hábitos de um incrédulo. Por isso, Salomão diz que “ainda que você moa o insensato como trigo no pilão, a insensatez não se afastará dele”. Ele apela para a técnica de beneficiamento do trigo que envolve moer os grãos para que a palha se solte dos grãos e possa ser soprada para longe. O que o escritor diz é que esse processo funciona muito bem para o trigo, mas é completamente ineficaz para o tolo.

A moagem do trigo é uma comparação figurada para o que o escritor tem em mente em relação às pessoas. Nesse caso, o que mói os homens não é um pilão, mas as tribulações e a disciplina. Enquanto o crente, que conhece o Senhor e sua Palavra, reage a esses momentos com oração, contrição, arrependimento, dependência de Deus e devoção, o ímpio se desespera e busca, por seus próprios meios, soluções para um problema bem maior do que ele pode diagnosticar. Dependendo do que ocorra, ele pode se tornar orgulhoso, irritado, depressivo ou revoltado. O fato é que não dá para ensinar sabedoria ao tolo que despreza a Deus, assim como não é possível ensinar um cão a cantar uma ópera. O que o tolo precisa é ser primeiro transformado pela fé em Cristo. Quanto àqueles que já foram transformados, devem aprender cada vez mais a crescer em fé e em dependência de Deus nos dias difíceis. Assim, é bem provável que se sintam mais perto do Senhor do que jamais estiveram.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.