Quinta, 22 de Agosto de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 25.11,12

  

Provérbios 25.11,12

“A palavra proferida no tempo certo é como frutas de ouro incrustadas numa escultura de prata. Como brinco de ouro e enfeite de ouro fino é a repreensão dada com sabedoria a quem se dispõe a ouvir” (Pv 25.11,12 NVI).

Em um jogo de voleibol do qual participei, um jogador do time adversário fez uma bobagem incrível em um ponto crucial. Seu técnico se levantou nervoso e, aos berros, o humilhou diante de todos. O jogador, já muito pressionado, não suportou, tirou sua camisa e deixou a quadra. Um jogador do meu time também falhou em um momento decisivo. O meu técnico pediu tempo e, com muito jeito, corrigiu o jogador e o encorajou ao mesmo tempo, aumentando o ânimo e a garra de todos nós. O resultado final foi que viramos um jogo quase perdido e levamos para casa a medalha de ouro. Nem é preciso dizer como a nossa admiração pelo técnico cresceu.

Salomão conhecia bem o poder de palavras sábias ditas no momento correto. Ele explica que “a palavra proferida no tempo certo é como frutas de ouro incrustadas numa escultura de prata”. O escritor se vale de uma comparação com uma peça finamente trabalhada a partir de metais preciosos. Nela, o artesão incrustou lindas esculturas feitas de ouro sobre a peça de prata, criando uma joia primorosamente trabalhada. Não apenas seu preço é muito elevado, como ela é belíssima, chamando a atenção das pessoas que a veem. Do mesmo modo, a palavra sábia dita no momento apropriado é altamente proveitosa, sendo até difícil calcular seu valor. É claro que esse valor não está nas palavras em si, como se fossem uma poesia ou uma canção, mas no benefício que elas promovem em seus ouvintes. É por isso que esse versículo está diretamente vinculado com o seguinte.

No versículo 12, Salomão diz que “como brinco de ouro e enfeite de ouro fino é a repreensão dada com sabedoria a quem se dispõe a ouvir”. Ele também se vale de peças de ouro, mas sabiamente às associa ao ouvinte na figura de um “brinco” e um “enfeite”. É como se dissesse que, assim como um brinco embeleza a orelha, as palavras sábias embelezam e valorizam o ouvido. Mas, para isso, é necessário que o ouvinte aceite a sabedoria falada, seja um conselho ou uma repreensão. Segundo o escritor, esse é um benefício somente obtido por aquele que “se dispõe a ouvir”. A verdade é que um aconselhamento só tem sucesso quando quem fala é sábio e quem ouve busca sabedoria. Quando há discernimento para falar algo do modo e no tempo certo e, ao mesmo tempo, disposição e humildade para aceitar palavras de correção, a sabedoria encontra lugar e leva para casa a medalha mais valiosa do que ouro.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.