Quinta, 22 de Agosto de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 19.28,29

  

Provérbios 19.28,29

“A testemunha corrupta zomba da justiça, e a boca dos ímpios tem fome de iniquidade. Os castigos estão preparados para os zombadores, e os açoites para as costas dos tolos” (Pv 19.28,29 NVI). 

Em uma grande empresa sediada no Rio de Janeiro, um funcionário ambicioso tencionava subir dentro do quadro diretor. Demonstrando competência e ousadia, ele de fato cresceu muito rápido na empresa, até que chegou até aonde podia. Os cargos superiores, porém, não estavam disponíveis para simples promoções. Então, ele escolheu plantar intrigas, primeiro fazendo o diretor-financeiro crer que o presidente da empresa o desprezava e, depois, criando testemunhos forjados ao presidente para desmerecer o diretor-financeiro. A intenção era que aquele diretor fosse demitido para que ele pudesse assumir o cargo. Entretanto, uma breve conversa entre os dois executivos foi suficiente para que a trama fosse descoberta e o mentiroso, demitido. Ele nunca mais alçou grandes voos no mundo empresarial.

Salomão, chefe supremo de uma corte real, certamente conhecia os artifícios políticos e os subterfúgios utilizados por homens gananciosos e desprovidos de honra. Ele também era um grande juiz que sabia como agiam as testemunhas mentirosas. Por isso, sabia versar muito bem sobre “a testemunha corrupta”. Segundo ele, tal homem, com suas mentiras, “zomba da justiça”. Para ele, honra e verdade não são valores que devam ser buscados e priorizados, pois cospe em qualquer conceito honesto como esses sem sequer se importar. Na verdade, ele tem prazer em desprezá-los, pelo que é afirmado que “a boca dos ímpios tem fome de iniquidade”. É frequente vermos até mesmo pessoas que dão testemunhos falsos sem lucrar nada com isso, simplesmente pelo gosto de causar sofrimento nos outros e se sentir acima da lei e da justiça. É uma das piores constatações do desvio do ser humano por causa do pecado.

Porém, por mais que zombem da justiça, tais homens não estão isentos dela e costumam ser atingidos justamente pelo que eles mais desprezam. Assim, depois de pintar um quadro terrível em que os desonestos prevalecem sobre a justiça, o escritor troca seu pincel para dar cores fortes e severas que se imprimem sobre os injustos, dizendo que “os castigos estão preparados para os zombadores, e os açoites para as costas dos tolos”. Significa que quem zomba da justiça, acaba se tornando alvo da espada da retidão e se torna, ele mesmo, motivo de zombaria. Por isso, pense duas vezes antes de tomar atalhos que passam por enganos, intrigas e falsidades. Nunca seja uma testemunha mentirosa. E jamais faça pouco caso da justiça, nem despreze seu poder, mesmo quando ela parece enfraquecida. A justiça não é simplesmente um objetivo alcançado pelos homens, mas uma virtude concedida por Deus. E ele não é um juiz que se possa enganar.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.