Segunda, 18 de Novembro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

O Soldado que Matou Jesus

Pastoral

Quem matou o Senhor Jesus Cristo? Essa pergunta pode ser respondida de várias maneiras e  todas elas apresentam a Bíblia como base. Alguém poderia dizer que a morte de Jesus teve como causa o próprio Deus, uma vez que a Bíblia diz que Deus enviou Jesus com o fim de, com seu sangue, resgatar o mundo (Rm 8.32).

Outros poderiam dizer que ninguém pode ser responsabilizado pela morte de Cristo, pois, segundo as próprias palavras do Mestre, ninguém tirou a vida dele. Antes, ele espontaneamente a deu (Jo 10.17-18).

Em nosso país há uma forte tendência no sentido de jogar a culpa da morte de Jesus sobre Judas. E, de fato, o próprio Senhor falou que a culpa do traidor era maior que a do próprio Pôncio Pilatos (Jo 19.11).

Falando em Pilatos, a igreja primitiva parece ter visto nele, em Herodes e nas autoridades judaicas os principais vilões da história do Calvário, além dos soldados romanos e o povo judeu em geral (At 4.27; 7.52).

Ao que parece, essas respostas não se opõem uma a outra, mas sim se completam, já que todas apresentam bons fundamentos.

Há, porém, um outro grupo de culpados da crucificação de Cristo. São aqueles que, após conhecerem e até experimentarem a verdade, a abandonam. O autor de Hebreus diz que essas pessoas crucificam para si o Filho de Deus (Hb 6.4-6)

Além desses assassinos modernos, Paulo fala de outros que Deus considera como algozes de seu Filho: são os que participam da Ceia com pecado em sua vida (1Co 11.27). Desses assassinos de Jesus nós nem sempre nos lembramos, ainda que alguns deles surjam de vez em quando em nosso meio.

É por isso que há exatidão teológica no sonho de certo homem. Ele sonhou que o Senhor Jesus estava deitado sobre uma pedra e que diante dele estava um soldado romano com um punhal. De repente, o soldado levantou o punhal para cravá-lo no peito do Senhor. Desesperado, o homem que sonhava gritou: “Não!” Então o soldado que estava de costas se virou, e qual não foi a surpresa do nosso sonhador! O soldado era ele mesmo!

Pr. Marcos Granconato
Soli Deo gloria

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.