Terça, 04 de Outubro de 2022
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

O Zelo que Consome

Pastoral

Quando Jesus expulsou do Templo os vendedores e cambistas que desonravam a casa do Pai, seus discípulos logo se lembraram do Salmo 69: “O zelo da tua casa me consumirá” (Jo 2.17).

De fato, aqueles que são zelosos pelas coisas de Deus experimentam grandes momentos de indignação e tristeza. Quanta angústia experimentou o apóstolo Paulo ao ver o pecado reinando na igreja de Corinto! (2Co 12.21). Quanta agonia provou ao ver os crentes da Galácia se deixarem levar pelas idéias de homens maus! (Gl 4.19-20). Quantas lágrimas derramou ao ver que na igreja de Filipos havia pessoas que eram inimigas da Cruz de Cristo! (Fl 3.18).

Sim, o zelo pelas coisas de Deus devora, consome, faz-nos sofrer e até chorar. Contudo, esse zelo deve ser levado adiante, pois é por causa dele e do serviço que produz que igrejas fracas se tornam fortes. Sem ele, o pecado impera com tranquilidade, a impureza e a falsidade crescem desordenadamente e o nome de Cristo e do evangelho passam a ser ridicularizados entre os incrédulos
(Rm 2.24).

Por isso, jamais sejamos indulgentes com o pecado contumaz. O zelo sábio e piedoso sempre nos fará sofrer, mas o Senhor honrará os que cultivam esse cuidado, preservando através deles a pureza do seu povo e a grandeza da sua causa.

Pr. Marcos Granconato
Soli Deo gloria

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.