Sexta, 18 de Outubro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Os Insetos Bobos

Pastoral

Existe uma planta carnívora muito bonita a que dão o nome de Sarracena. Ela tem as folhas em forma de bolsos: são estreitas na parte inferior e largas na parte superior.

Esse “bolso” contém um líquido que dá água na boca dos insetos. Atraídos por esse líquido, os bichinhos voam até a borda das folhas e começam a se embriagar com as gotas que encontram ali.

Em pouco tempo, porém, os insetos começam a avançar para dentro do “bolso” na busca de mais delícias e, quando se dão conta, já estão lá no fundo. Então, repentinamente, a planta levanta os pelos internos de sua folha e forma uma grade aprisionando os bichinhos.

Estes, é claro, tentam escapar, mas é inútil. Esgotados eles caem no líquido que tanto os atraiu e ali morrem, sendo consumidos pelas enzimas e ácidos.

O mundo faz com as pessoas o que a Sarracena faz com os insetos. Ele atrai os jovens, os homens e as mulheres com as coisas de que eles mais gostam. Então eles vão se afundando nesses prazeres até que, finalmente, percebem que foram vítimas de uma cruel armadilha, sendo tarde demais para escapar da ruína completa.

Todos sabemos disso, mas será que temos sido cautelosos? Ou temos voado perto demais das folhas do mundo, expondo nossa vida como aqueles insetos bobos?

Temos que parar já de brincar com o perigo e atender depressa o apelo do apóstolo: “Chegou a hora de vocês despertarem do sono... Deixemos de lado as obras das trevas e revistamo-nos da armadura da luz.” (Rm 13.11-14)

Pr. Marcos Granconato
Soli Deo gloria

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.