Quinta, 01 de Dezembro de 2022
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Onde Eles Foram Parar?

Pastoral

Inúmeros são os livros sobre como deve ser o pastor, seu caráter e trabalho, sua família e conduta. Lembro-me que há muito tempo, quando decidi ser pastor, adquiri um desses livros com o propósito de aprender algo sobre a minha então futura função.

Em todos esses livros há comentários sobre 1 Timóteo 3.1-7, o texto clássico que ensina como o pastor deve ser. Ainda que algumas pessoas digam que esse texto apresenta ideais e não exigências, permanece óbvio que Paulo descreve ali como o ministro de Cristo deve ser, e não como deveria ser.

Em nossos dias, porém, ainda que haja um notável aumento do número de pastores, parece não existir mais a preocupação com essas coisas. O interesse que eu tive quando jovem em aprender como o pastor deve ser está ausente em grande parte daqueles que hoje se apresentam como servos de Deus. De fato, se lermos 1 Timóteo 3.1-7, veremos que bem poucos pastores se encaixam no que é descrito ali. E, pior: quem disser que esses pastores devem sair do ministério logo é taxado de radical e sem amor!

Por tudo isso, nossos dias são muito difíceis. Pessoas sem nenhuma qualificação se dizem capazes de orientar os outros e, assim, cegos guiam outros cegos. E os cegos condutores fingem e dizem que enxergam. Para piorar, mentiras novas são ensinadas a cada dia, textos bíblicos são distorcidos de modo assustador e as ovelhas perecem de fome, sem receber o cuidado individual que o ministério pastoral deve oferecer.

Precisamos urgentemente de pastores segundo o coração de Deus. Precisamos de ministros de verdade, que amam a Palavra e o povo de Deus. Aonde será que eles foram parar?

Marcos Granconato
Soli Deo gloria

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.