Quinta, 01 de Dezembro de 2022
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

A Igreja ou a Prisão

Pastoral

A longa experiência da igreja cristã comprova que, quando os pais crentes não educam seus filhos, o mundo o faz. Essa educação que o mundo sempre ofereceu às crianças, adolescentes e jovens sempre foi suja. Mas, mesmo nela, até pouco tempo atrás, era possível encontrar uma certa dose de comedimento. De fato, com o mundo, o jovem aprendia a prostituir-se, a drogar-se, a mentir e a se rebelar. Em tudo isso, porém, havia certa parcela de temor e vergonha, visto que muitos faziam todas essas coisas às escondidas.

Nos dias atuais, contudo, o quadro mudou. Agora, a educação que o mundo dá desconhece qualquer limite de decência. Não há mais barreiras que contenham os desatinos que crianças, jovens e adolescentes aprendem lá fora. Hoje, o moço viciado, mentiroso e imoral pode ser considerado um bom rapaz!

Essa educação tão eficaz do mundo tem entrado em todos os lares brasileiros. Basta olhar para as instituições voltadas à recuperação de menores delinquentes. Nessas instituições não encontramos mais somente meninos de rua. Grande parte dos seus internos são meninos que têm família. Apesar disso, são capazes de roubar, espancar e até matar!

Eis o fruto da educação que o mundo dá. Por isso, os pais crentes devem estar alerta! Nunca a educação nos antigos moldes cristãos foi tão necessária. Nossas crianças precisam aprender a temer a Deus, a conhecer e a amar sua Palavra. Precisam crescer em um lar em que a discórdia, a mentira, a imoralidade e o desrespeito não são tolerados. Precisam ser criados debaixo de uma disciplina mesclada com diálogo e orientação. É necessário enxergarmos que o mundo está estreitando os caminhos intermediários. Para as crianças, em breve, haverá só duas opções: a igreja ou a prisão.

Pr. Marcos Granconato

Soli Deo gloria
Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.