Sexta, 22 de Novembro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 28.1

  

Provérbios 28.1

“O ímpio foge, embora ninguém o persiga, mas os justos são corajosos como o leão” (Pv 28.1 NVI).

Fui convidado para uma festa de aniversário, há alguns anos, na qual vi algo bastante curioso. Enquanto as crianças estavam todas correndo e gritando no quintal da casa, havia um pequeno garoto sozinho, no canto da sala, com uma expressão de quem não estava feliz. Então, aproximei-me dele com a intenção de fazer algum tipo de palhaçada a fim de alegrá-lo. Como eu não o conhecia, perguntei gentilmente: “Qual é o seu nome?”. Sua resposta imediata foi: “Não fui eu!”. Rapidamente, percebi que ele havia aprontado alguma coisa. Depois, vim saber que todos os cosméticos da dona da casa estavam destruídos no banheiro. Ninguém sabia o que tinha acontecido até que o sentimento de culpa do garoto o entregou.

Esse foi um exemplo marcante de algo que Salomão, em suas observações sábias da vida e das pessoas, acabou descobrindo. Ele diz que “o ímpio foge, embora ninguém o persiga”. Essa afirmação, que é intrigante a princípio, aponta para a consciência daquele que fez algo errado. Segundo diz, o culpado foge por se sentir perseguido, apesar de não haver quem o busque para punir. A questão está assentada sobre a sensação do culpado de que será pego a qualquer momento. Assim, ele imagina o que não existe e corre de quem não está atrás dele. Seu temor é ser pego e, por isso, ele perde a paz, ainda que ninguém saiba da sua culpa. Ele passa a imaginar coisas ao seu redor e interpretar mensagens ocultas, tramas inexistentes e conchavos que só ele vê, que nem os mais criativos roteiristas de cinema poderiam conceber. Ele tem medo até da sombra do guarda-roupa. O culpado é perseguido por sua culpa e ela é atroz contra ele.

Por outro lado, “os justos” não têm do que temer e, por isso, “são corajosos como o leão”. Essa “coragem” não tem relação com grandes feitos ou grandes bravuras, mas com uma consciência tranquila. Mesmo quando acusado, ele sabe que a verdade e a justiça estão ao seu lado. Ainda que mintam a seu respeito e inventem terríveis acusações, ele tem algo incomparável que é saber que Deus conhece sua condição e reconhece sua inocência. Por isso, ele descansa no Senhor e entrega a ele seus caminhos, confiando que o Deus justo é tanto um juiz íntegro como um advogado fiel. Não importa o que ele passe, a paz que sente não pode ser mensurada. Por isso, faça de tudo para agir corretamente, honrando a Deus com suas ações. Além de ter o Senhor ao seu lado, a paz que você sentirá não pode ser comparada a nada mais. Seu sono será tranquilo e sua consciência será sua aliada.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.