Terça, 20 de Agosto de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 28.2

  

Provérbios 28.2

“Os pecados de uma nação fazem mudar sempre os seus governantes, mas a ordem se mantém com um líder sábio e sensato” (Pv 28.2 NVI).

Todos os semáforos localizados no Estado norte-americano de Nova York têm, assim como os nossos, o vermelho na parte superior e o verde abaixo, exceto em Tipperary Hill, um bairro irlandês da cidade de Syracuse. Lá, o verde fica no alto do semáforo, pois, quando o vermelho ficava acima, as crianças atiravam pedras contra as luzes. O problema é que o verde é a cor que representa a Irlanda — e o vermelho, a Inglaterra. A revolta dos irlandeses pelo antigo líder político causava destruição mesmo do outro lado do Atlântico.

Não sei se Salomão, quando escreveu esse provérbio, sabia o que aconteceria ao reino do Norte depois que Israel se dividisse em duas nações, mas a primeira parte do texto descreve os dois séculos de existência daquela nação. Quando se diz que “os pecados de uma nação fazem mudar sempre os seus governantes”, a impressão que se tem é que se trata de pecados da nação contra Deus. Porém, a melhor opção de tradução desenharia o quadro de um povo revoltoso que causa desordem social e instabilidade política, razão pela qual seus líderes não duram muito no cargo. Por isso, em pouco mais de duzentos anos, o reino do Norte teve nove dinastias no seu comando, sendo frequentemente substituídas mediante traições e golpes militares. O fato é que um povo rebelde não permite que o país se estabilize e tenha paz. Além disso, qualquer fagulha inicia um grande incêndio nacional. Um povo rebelde é muito difícil de liderar e a paz que ele experimenta normalmente é temporária.

O que fazer, então, com um povo assim? O escritor parece dar a única receita pacífica, dizendo que “a ordem se mantém com um líder sábio e sensato”. Com isso, ele quer dizer que, se já é difícil para qualquer líder governar em situações normais, liderar um povo rebelde exige um chefe de Estado cuja sabedoria é elevada a fim de lidar com as brigas, os ânimos exaltados, os desejos de destruição e o egoísmo natural em rebeldes. Quando um líder assim consegue sujeitar um povo insubmisso, seu nome costuma entrar para a história. Porém, não é apenas em âmbito nacional que a rebeldia ocorre. Ela pode surgir na família, na escola, na igreja e no trabalho, causando os mesmos males. Por isso, se você faz parte de um grupo, nunca se coloque entre os revoltosos, pois nenhuma edificação se faz pelo quebra-quebra, pelo que o mesmo escritor também diz: “Tema ao Senhor e ao rei, meu filho, e não se associe aos dissidentes” (Pv 24.21). Mas, se você for um líder, mais que nunca precisa depender de Deus e buscar sabedoria em sua Palavra. Você, sozinho e arrogante, jamais conseguirá.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.