Sexta, 23 de Agosto de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 24.5,6

  

Provérbios 24.5,6

“O homem sábio é poderoso e quem tem conhecimento aumenta a sua força; quem sai à guerra precisa de orientação, e com muitos conselheiros se obtém a vitória” (Pv 24.5,6 NVI).

Como gosto muito de filmes, acabo aprendendo muito com eles, especialmente em termos de ilustrações. A que tenho em mente hoje vem do filme Capitão América. Antes de ser munido de uma força descomunal, Steve Rogers fazia parte de um pelotão em treinamento no qual ele era o mais fraco. A certa altura, seu sargento disse aos homens que quem pegasse uma bandeira no alto de um mastro voltaria para a base de carona. Muitos soldados fortes tentaram escalar o mastro sem sucesso. Então, o soldado raquítico simplesmente soltou a escora do mastro e, depois de ele cair no chão, tomou facilmente a bandeira e ganhou sua carona, mostrando que parte da força de um homem vem de uma mente sábia.

O personagem Capitão América é bastante recente, mas nos dias de Salomão havia homens que podiam ser comparados a ele, não por superpoderes, mas pela distribuição benfeita entre a força muscular e a capacidade mental. A questão que nos interessa, nesse caso, é o modo como se treina cada uma dessas partes. Enquanto os músculos são desenvolvidos com exercícios e pesos, a mente é treinada com conhecimento justo e verdadeiro. O primeiro treino cria um homem forte, enquanto o segundo, um homem sábio, ambos poderosos. Salomão diz que “o homem sábio é poderoso e quem tem conhecimento aumenta a sua força”. Assim, um homem sábio é tão capaz e perigoso em uma guerra quanto um homem forte, por mais que os fortões insistam em desprezar aqueles cujos dotes estão em suas mentes.

Sendo assim, como um homem pode obter essa tão almejada e útil sabedoria para poder utilizá-la em momentos de crise? A resposta passa por diversos conselheiros, pelo que o escritor ensina que “quem sai à guerra precisa de orientação, e com muitos conselheiros se obtém a vitória”. No campo militar, os melhores conselhos viriam de militares treinados e ex-combatentes. Contudo, Salomão se vale de um contexto bélico para transmitir uma lição cuja aplicação é muito mais abrangente. Na vida, temos de ter a mesma capacidade mental para vencer os inimigos do dia a dia e, nesse caso, os conselheiros capazes são aqueles que dão ouvidos à Palavra de Deus e que podem transmitir aquilo que Deus ensinou. Esse tipo de informação associada à obediência pode fazer os filhos de Deus realmente sábios e capazes de lidar com os piores perigos, mesmo que eles tenham poucos músculos em seus braços. Melhor ser um fracote com uma mente sábia que um fortão que vive fazendo bobagem.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.