Quinta, 22 de Agosto de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 23.22-25

  

Provérbios 23.22-25

“Ouça o seu pai, que o gerou; não despreze sua mãe quando ela envelhecer. Compre a verdade e não abra mão dela, nem tampouco da sabedoria, da disciplina e do discernimento. O pai do justo exultará de júbilo; quem tem filho sábio nele se alegra. Bom será que se alegrem seu pai e sua mãe e que exulte a mulher que o deu à luz!” (Pv 23.22-25 NVI).

Dois comerciantes de Chicago seguiram os Beatles em uma turnê. Depois de comprar os lençóis e as fronhas usadas pelos integrantes da banda nos hotéis de Detroit e Kansas City por 1.150 dólares, eles cortaram os tecidos e fizeram 160 mil suvenires cada um dos quais foi montado sobre um certificado que informava qual beatle deixou seu cheiro sobre aquele pequeno pedaço de pano. Cada pedacinho de lençol ou fronha foi vendido pela quantia de um dólar, rendendo um lucro incrível para os comerciantes. Algumas compras rendem muito.

Salomão era um negociante em seu tempo. Sendo dono da rota comercial que ligava o Egito à Mesopotâmia, ele fez muito comércio com várias nações e tornou Israel riquíssimo em seus dias. Mesmo assim, ele vê certa compra cujo lucro é maior que qualquer negócio feito em mercados nacionais ou estrangeiros. Não se trata de bens materiais, mas de algo mais valioso, pelo que diz “compre a verdade e não abra mão dela, nem tampouco da sabedoria, da disciplina e do discernimento”. Para o grande comerciante assentado no trono de Israel, esse era o melhor negócio que seu filho podia fazer. A moeda para essa compra é a obediência às instruções paternas, de modo que ele instrui o filho dizendo “ouça o seu pai, que o gerou; não despreze sua mãe quando ela envelhecer”. Saindo da figura criada pelo escritor e passando à interpretação prática dessas palavras, ele quis dizer que atender às instruções sábias dos pais, mesmo depois de se tornar adulto, faz com que os filhos sejam e ajam como sábios.

Se esse é um bom negócio a se fazer, a pergunta óbvia é “qual é o lucro?”. Além do benefício sobre os filhos em termos de sabedoria, os pais também ganham ao ver seus desejos santos cumpridos nos filhos, pelo que Salomão afirma que “o pai do justo exultará de júbilo”. A razão para isso não é ter ficado rico, mas ter um “filho sábio”. Assim, como encorajamento para que os homens aprendam a sabedoria ensinada pelos progenitores, é dito que “bom será que se alegrem seu pai e sua mãe e que exulte a mulher que o deu à luz!”. Se isso é bom para os pais, certamente é bom para os filhos. Essa é a razão da alegria. Não se trata de um sentimento egoísta, mas da satisfação incomparável de ver que o filho se desviou do mal e seguiu pelos bons caminhos no qual ele foi instruído. Portanto, analise sua vida e se pergunte se você aprendeu as lições ensinadas pelos seus pais e se eles se orgulham de você. Isso pode indicar se você tem seguido o caminho da sabedoria.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.