Quinta, 01 de Dezembro de 2022
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Passaporte Diplomático

Pastoral

passaporteRecentemente, li um artigo sobre o fato de alguns líderes religiosos terem recebido passaportes diplomáticos do governo brasileiro que, até então, eram exclusivos de presidentes, ministros e, claro, diplomatas.

O caso é que um desses líderes religiosos, apoiado por deputados ligados à sua igreja, quis embarcar em um dos seus jatos particulares sem passar pelos trâmites normais da alfândega. O artigo dizia que ele pretendia chegar ao aeroporto de helicóptero e ir diretamente ao seu jato. Diante das objeções dos funcionários federais, o líder religioso disse que poderia recebê-los em seu avião. Toda essa ousadia e despropósito se fizeram com base nos pretensos direitos concedidos pelo passaporte diplomático.

As Escrituras ensinam que os crentes também são diplomatas. São cidadãos da “pátria celestial” (Fp 3.20), foram enviados a esse mundo pelo nosso Senhor (Jo 17.18; 20.21) e têm a responsabilidade de representar e divulgar os interesses e o caráter do reino ao qual pertencem (At 1.8).

A diferença marcante, contudo, entre os diplomatas políticos e os diplomatas de Cristo é que os primeiros possuem um passaporte que lhes dá diversos direitos, enquanto os últimos possuem um (a Bíblia) que lhes reveste de deveres e responsabilidades. Se alguém pode abusar do poder de representar um país terreno, o mesmo não se dá em relação à pátria celestial.

A Palavra de Deus nos ensina que, como representantes de Cristo, temos de estar sempre prontos para pregar as boas novas da salvação (1Co 9.16; 1Pe 3.15), anunciar a identidade do nosso Deus (At 10.42) e aceitar o fardo de representar nosso Senhor em um mundo que o despreza (Jo 17.14 cf. 2Tm 4.6).

Fazendo isso cumpriremos nosso dever para com nosso Rei e faremos jus à nossa função. Ao final, sabemos que, como os diplomatas terrenos, nós também seremos recebidos em casa com todas as honras por aquele que nos enviou (2Tm 4.7,8).

Pr. Thomas Tronco
Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.