Quinta, 17 de Outubro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 22.28

  

Provérbios 22.28

“Não mude de lugar os antigos marcos que limitam as propriedades e que foram colocados por seus antepassados” (Pv 22.28 NVI). 

No Antigo Oriente Médio, as divisões territoriais eram marcadas com pedras em cada canto, as chamadas pedras de fronteira ou pedras de esquina. Como modo de inibir aqueles que desonestamente desejavam mudá-las de lugar, aumentando suas terras com prejuízo dos seus vizinhos, havia inscrições ameaçadoras para quem ousasse levar adiante seu intento. Símbolos das divindades também eram comuns nessas pedras transmitindo a ideia de que os mesmos deuses protegiam essas divisas em favor dos proprietários. Em uma época de superstições e de adoração de muitos deuses falsos, era preciso ter muita coragem para roubar terras mudando seus marcos, além de ter pouco caráter.

Apesar do medo que as pessoas tinham das consequências desse crime, havia quem de fato o cometia. Para tanto, Salomão dá uma orientação simples e direta. Ele ordena que seu leitor “não mude de lugar os antigos marcos que limitam as propriedades”. Obedecer tal instrução não é apenas ser sábio, mas também honesto. Porém, havia gente que podia questionar a razão de tais pedras estarem naqueles lugares e não em outros. Para isso, o escritor descarta tais questionamentos dizendo que os marcos “foram colocados por seus antepassados”. A história comprovava o limite das terras, o qual, independente do gosto ou dos discursos dos homens da geração atual, permanecia no mesmo lugar onde sempre esteve até que uma negociação formal o transferisse para outro local. Na marra nenhum marco podia ser alterado.

Hoje também funciona assim. Entretanto, a posição do texto no livro, entre grandes conselhos sobre ações sábias que definem o caráter do servo de Deus, mostra que o escritor queria estabelecer um princípio que abarcasse a questão dos limites territoriais, mas que também definisse o caráter justo de um homem. Nesse sentido, o homem sábio deve manter as pedras de limite que fazem mais que circundar terrenos. Ele não pode remover os marcos que definem a moral, os bons costumes, a adoração ao Deus verdadeiro e as melhores diretrizes de convivência entre os homens. É claro que o tempo passa e a cultura se transforma, mas certos valores nunca podem ser alterados. Os rebeldes desse tempo — e de todos os outros — sempre tentaram banir os limites morais e éticos de procedimento da humanidade, além de rejeitar qualquer adoração e obediência a Deus. Não faça isso! A tolice tenta expandir seus domínios e somente um insensato perderia terreno para ela. Mantenha os antigos marcos revelados por Deus. Seus territórios podem não crescer, mas serão habitados pelo Senhor.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.