Sexta, 15 de Novembro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 21.28

  

Provérbios 21.28

“A testemunha falsa perecerá, mas o testemunho do homem bem informado permanecerá” (Pv 21.28 NVI). 

Durante a guerra dos Balcãs, que precedeu a Primeira Guerra Mundial, McAlister Coleman era um correspondente de guerra a serviço do jornal New York Sun. Prejudicado pelo fato de que o orçamento do jornal não cobria viagens ao exterior, Coleman, sem se deslocar para o local onde a guerra estava sendo travada, simplesmente criou um “general” que passou a ganhar batalhas em todo o mapa. Outros jornais, lamentando perder para o New York Sun nessa cobertura, enviaram seus repórteres para os campos de batalha a fim de localizar esse vitorioso militar e registrar matérias sobre a guerra. Finalmente, quando McAlister Coleman percebeu que outros repórteres estavam ficando muito perto de onde seu “general” foi localizado, matou seu herói gloriosamente. É claro que, quando se descobriu a farsa, toda a cobertura caiu vergonhosamente no descrédito.

Contar mentiras é um hábito bem antigo dos pecadores. A Bíblia relata a primeira mentira da história na ação de Satanás ao tentar Adão e Eva (Gn 3.4). De lá para cá, o homem parece ter aprendido muito bem a lição, chegando a mentir compulsivamente. O que ele ainda não aprendeu é que há sérias consequências por se dizer coisas que não são verdade. Por isso, Salomão alerta que “a testemunha falsa perecerá”. A experiência humana mostra que nem todas as mentiras são desmascaradas, mas que também não são poucas. Parece ser verdade outro ensino que diz que “a testemunha falsa não ficará sem castigo e aquele que despeja mentiras não sairá livre” (Pv 19.5). Além disso, a mesma experiência nos mostra que as consequências normalmente fazem com que os mentirosos, quando abatidos pela verdade, desejam não ter mentido a fim de evitar o sofrimento com o qual se depararam no final.

Porém, enquanto o mentiroso colhe o mal que planta, Salomão diz que “o testemunho do homem bem informado permanecerá”. O “homem bem informado” é literalmente o “homem que ouve”, segundo o texto hebraico. Significa que ele valoriza tanto a verdade e a busca atentamente, sem qualquer desejo de introduzir detalhes criados por ele mesmo. Ele se informa muito bem e transmite exatamente o que ouviu. Esse tipo de fidelidade, tanto aos fatos como à moral que a sustenta, é o que torna tal homem honrado e o desvia das consequências merecidas pelo mentiroso. É claro que dizer a verdade muitas vezes tem um custo. Mas qualquer custo vale a pena ser pago quando Deus está ao lado do homem honesto. Já o mentiroso, sofre porque fez o que é mal e isso acaba se voltando contra ele. Por isso, sempre que for dizer algo, resista à tentação de mentir ou de inventar detalhes. O custo da vantagem momentânea não é nada comparado à pesada mão de Deus que recai sobre os falsos e infiéis.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.