Segunda, 14 de Outubro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 21.20,21

  

Provérbios 21.20,21

“Na casa do sábio há comida e azeite armazenados, mas o tolo devora tudo o que pode. Quem segue a justiça e a lealdade encontra vida, justiça e honra” (Pv 21.20,21 NVI). 

Há alguns anos, visitei uma famosa cidade turística brasileira. Sua beleza fazia jus às imagens de cartão-postal que correm pelo País. Tudo muito lindo e glamouroso. As ruas todas decoradas e enfeitadas como se eu estivesse em outro país. O interior das lojas, galerias e restaurantes também compunham um quadro belo e harmonioso. Essa impressão que tive da cidade durou até que precisei usar o banheiro de uma das lojas que visitei. A vendedora me indicou uma portinha no fundo que, segundo ela, me levaria ao banheiro. Tão logo atravessei a portinha, toda beleza desapareceu. O lugar era uma baderna completa, além de feio e sujo. Entendi que a beleza da loja era apenas uma fachada sobre estruturas velhas e malcuidadas. Por curiosidade, pedi para usar o banheiro de outros estabelecimentos e o que vi foi a mesma coisa. No final, percebi se tratar de uma cidade bonita por fora e feia por dentro.

Esse problema não é exclusivo de lojas, galerias e restaurantes. Muita gente também mantém uma aparência bela por fora que esconde uma realidade bem diferente por dentro. Esses dois versículos juntos mostram que o sábio de verdade é completamente afetado pela sabedoria, tanto por dentro como por fora. Em sua parte externa, a sabedoria é apresentada em resultados práticos, de modo que “na casa do sábio há comida e azeite armazenados”. Essa provisão é decorrente de planejamento e ações sábias que vêm de valores colocados nos lugares corretos, do mesmo modo como o Senhor ensinou aos homens por meio das Escrituras. As ações externas e visíveis do tolo são bem diferentes, pois, em vez de guardar para suas necessidades, ele “devora tudo o que pode”, sofrendo, obviamente, privações em dias difíceis no futuro.

Porém, a sabedoria de verdade vem de dentro e não mantém apenas uma aparência externa. Sobre isso, Salomão afirma que os interesses do justo estão apontados para “a justiça e a lealdade”. Esses são conceitos teóricos e abstratos que são característicos do coração e da mente das pessoas, mas que produzem resultados práticos como “vida, justiça e honra” aplicados ao dia a dia do homem sábio. Para ele, o coração transformado produz uma prática transformada, tornando-o alguém que vive de modo autêntico e honrado. A pergunta natural é se você tem sido um sábio desse tipo, cujo interior e exterior combinam características santas e justas, ou se você ainda mantém uma capa bonita que esconde um coração feio e sujo. Se seu caso é o segundo, a receita é entregar sua vida pela fé a Jesus Cristo, o único capaz de promover uma transformação profunda no ser humano, tornando-o nova criatura.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.