Quinta, 22 de Agosto de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 21.4

  

Provérbios 21.4

“A vida de pecado dos ímpios se vê no olhar orgulhoso e no coração arrogante” (Pv 21.4 NVI). 

Idi Amin Dada (1920-2003) foi um ditador militar e o terceiro presidente de Uganda, entre 1971 e 1979. Foi uma figura emblemática que se destacava ao aparecer publicamente forrado de insígnias e medalhas que o tornavam um opulento chefe de Estado. Algumas vezes, chegou a usar vestes tradicionais escocesas. Foi um dos déspotas mais sanguinários da África, tendo matado dezenas de milhares de pessoas durante seu governo. Algumas estimativas dizem que o número ultrapassa as cem mil pessoas. Muitos ugandenses acusavam-no de manter cabeças decepadas no congelador, de alimentar crocodilos com cadáveres, de ter desmembrado uma de suas esposas, de mutilar pessoas e deixa-las sangrar até a morte e de manter prisioneiros enterrados em buracos fundos cheios de água gelada até morrerem lentamente de frio. Alguns diziam que praticava até canibalismo.

Que cena horrível! Nenhuma insígnia, medalha ou enfeite é capaz de esconder as atrocidades causadas por esse líder. Contudo, ele serve de exemplo para um caso recorrente que é tratado por Salomão. O assunto geral é “a vida de pecado dos ímpios”. Essa vida pode assumir diversas formas, desde a promoção de atrocidades e genocídios, até uma vida de imoralidade e de incredulidade. O Senhor não odeia apenas pecados de grande impacto social, mas também aqueles que são feitos em oculto, os quais ofendem o justo Deus do mesmo modo. A diferença é que, do ponto de vista humano, algumas vidas de pecado são claras, enquanto outras não. Mas o escritor dá uma dica de como identificar tais homens. Segundo ele, sua vida oculta de pecados “se vê no olhar orgulhoso e no coração arrogante”. Ninguém ignora a Deus e o ofende apenas em uma área. A falta de temor diante do Senhor afeta todo o ser do pecador impenitente.

Se é possível cometer atos de pecado longe dos olhos das pessoas, escondido da sociedade, não é tão simples fazer o mesmo com o “orgulho” e com a “arrogância”. Essas afloram nas ações mais corriqueiras como cumprimentar alguém, manter uma conversa, vestir-se e fazer comentários sobre terceiros. Segundo o rei sábio, tanto o “olhar” como o “coração” da pessoa que ama mais a si mesma que a Deus acabam entregando o que há em seu interior. É por isso que não é tão difícil ler certas pessoas em devidas ocasiões. Portanto, devemos estar atentos ao modo como nos comportamos, percebendo se esses sinais estão em nós. Se isso ocorrer, devemos urgentemente nos arrepender e nos corrigir, pedindo ajuda ao Senhor. Por outro lado, devemos prestar atenção aos outros para que não admiremos as pessoas erradas, nem nos coloquemos em posições perigosas. Os alertas práticos dados em Provérbios servem para ser aplicados no nosso dia a dia a fim de nos purificar e nos proteger.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.