Sexta, 13 de Dezembro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 20.13

  

Provérbios 20.13

“Não ame o sono, ou você acabará ficando pobre; fique desperto, e terá alimento de sobra” (Pv 20.13 NVI). 

Um homem chamado Gene Tipps acordou e descobriu que a Guerra do Vietnã tinha acabado. Suas antigas namoradas há muito tempo tinham se casado e tido filhos. Depois de um sono quase contínuo de oito anos, ele disse: “Eu sei que eu estou com 28 anos, mas, para mim, eu ainda tenho 20”. Tipps foi gravemente ferido em um acidente automobilístico em 21 de maio de 1967, ficando em coma por três semanas. Mas depois que ele saiu do coma, passou a sofrer de amnésia total. Porém, enquanto se recuperava de uma cirurgia da vesícula biliar, Tipps reagiu à tentativa de uma enfermeira de lhe dar medicação, saindo do seu lapso de oito anos, tempo que ele perdeu sem a chance de reavê-lo.

Quanta coisa esse homem perdeu por estar dormindo! Contudo, há um tipo de sono bem mais comum que faz com que muita gente perca coisas e partes importantes de suas vidas. Nesse caso, o sono é um modo de se referir à preguiça, pelo que Salomão diz: “Não ame o sono, ou você acabará ficando pobre”. Ele se refere a pessoas que não trabalham porque estão sempre descansando. Gostam tanto do descanso que procuram meios e desculpas para permanecer na inércia do sossego. Na verdade, não é incomum se ver pessoas que passam por dificuldades financeiras, mas que, quando se oferece a elas algum serviço, sempre têm alguma desculpa para não trabalhar. Mas o escritor vê além das desculpas e dos discursos e nota, dentro do coração de tais homens, um apego desmedido pelo descanso, mesmo que isso custe muito sofrimento a eles e aos seus familiares.

A receita para esse problema é simples. O rei sábio instrui: “Fique desperto e terá alimento de sobra”. Ficar desperto, nesse caso, cumpre sua função na figura do homem preguiçoso que dorme e significa o ato de trabalhar. A conclusão é igualmente simples: quando alguém domina seus impulsos de repouso excessivo e sai de casa responsável e regularmente para trabalhar, consegue suprir as necessidades próprias e dos seus. Ninguém disse que é fácil agir assim, mas o homem sábio conhece as consequências de ter necessidades não supridas. Também sabe que o trabalho é um ótimo meio de demonstrar seu caráter e de testemunhar do seu salvador. Por isso, ele transforma o trabalho em um meio para diversas finalidades, todas elas boas e edificantes. Aí então, ao final de cada dia, depois de ter se cansado e trabalhado até o suor do seu rosto, ele chega em casa e tem seu devido e merecido descanso, além de um sono tranquilo, honroso e abençoado.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.