Segunda, 26 de Agosto de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 19.10

  

Provérbios 19.10

“Não fica bem o tolo viver no luxo; quanto pior é o servo dominar príncipes!” (Pv 19.10 NVI). 

Um amigo relatou um caso que me deixou perplexo. Ele me contou como seu chefe veio do nada e subiu na vida. No passado, fora catador de latas. Apesar de esse ser o começo da vida de muita gente que progride com muito estudo e trabalho, no caso daquele catador a vida deu uma virada repentina. Ele jogou na loteria e ganhou um bom dinheiro. Não se tornou um milionário, mas conseguiu montar uma empresa. Infelizmente, seu nível social subiu, mas não sua educação. Ele tratava muito mal todos os funcionários. É como se quisesse retribuir toda a humilhação que sentiu no passado. Ele, que deveria saber mais que todos o que é ser pisado por outras pessoas, se tornou quem mais pisava nos subalternos.

Quem lê esse provérbio pensa que Salomão disse isso em benefício próprio, não querendo que nenhum servo se levantasse contra ele. Mas certamente não é isso. O fato é que o problema vai muito além dos salões do monarca israelita. Quando o escritor diz que “não fica bem o tolo viver no luxo”, ele não está tratando do problema da desigualdade social, mas do orgulho do coração. A verdade é que todos nós temos impulsos, tanto no campo dos desejos como no campo dos relacionamentos, os quais, muitas vezes, não vêm à tona por falta de condições. Nesse sentido, limitações financeiras podem ser benéficas quando o coração do homem é tolo e suscetível de se deixar levar pela riqueza. É por isso que um dos primeiros impulsos de uma pessoa diante da possibilidade de enriquecer é ficar imaginando o que faria às pessoas que lhe desagradam ou que lhe causaram dores e humilhações.

Do mesmo modo, o status social também é perigoso para o coração sem controle, de modo que o rei sábio afirma não ser bom “o servo dominar príncipes”. Não significa que um trabalhador humilde não possa progredir na vida. Mais uma vez tem a ver com desejos de ir à forra e de humilhar quem está abaixo de si. Essa, talvez, seja uma das razões para o Senhor não deixar milionários a grande maioria dos seus servos e de lhes reservar riquezas da sua graça na vida futura. Sendo assim, uma das coisas que o servo de Deus deve fazer é ser grato pela condição em que o Senhor sábio lhe colocou e, apesar das dificuldades que passe, ser grato pela provisão do que é essencial. Deve também buscar alimento espiritual para tratar seu coração e o ensinar a ser humilde e controlado. Afinal, se o Senhor decidir que você deve progredir na vida, seu coração deve estar pronto para que a prosperidade lhe seja bênção e não maldição.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.