Domingo, 22 de Setembro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 29.16

  

Provérbios 29.16

“Quando os ímpios prosperam, prospera o pecado, mas os justos verão a queda deles.” (Pv 29.16 NVI).

Nessa semana houve várias manifestações no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, encabeçadas pelos moradores locais. O motivo foi a insatisfação popular com o crescimento da criminalidade na região com um considerável aumento de mortes de pessoas inocentes. A verdade é que, aos poucos, a polícia, que tinha relativamente pacificado as favelas da região, foi novamente perdendo espaço para os traficantes da comunidade, o que abriu as portas para o crescimento geral do crime e da violência. Agora, a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro já pensa em ocupar novamente o complexo a fim de coibir o aumento da criminalidade. Espero que consigam!

Em situações assim, os telejornais costumam entrevistar especialistas sobre as causas desses problemas e as possíveis soluções. É interessante ver que, ainda que certos pontos sejam igualmente defendidos por todos os especialistas, outros são divergentes, mostrando a complexidade de problemas sociais dessa natureza. Salomão teria algo a dizer nesses casos. Ele explicaria que, “quando os ímpios prosperam, prospera o pecado”. Certamente, muita gente contestaria sua visão por discordar da existência do “pecado”, mas o rei sábio sairia vitorioso em qualquer debate, pois toda a experiência no campo da segurança pública lhe daria razão. Acima dos problemas sociais e educacionais, há no homem uma maldade intrínseca que procura oportunidade de vir à tona — e a melhor ocasião para tanto é justamente quando os homens maus dominam a sociedade.

Isso nos desanima bastante, pois vemos o mal crescer e atingir cada vez mais inocentes. Outra coisa que assusta é o fato de se ver que o desenvolvimento da justiça não acompanha a escalada da criminalidade, dando a impressão de que o crime compensa. Mas isso não é verdade, pois há um juiz maior que os homens que vê tudo que acontece. Ele não ignora a injustiça, nem se deixa corromper. Por isso, o escritor diz que, ainda que os “ímpios” prosperem por algum tempo, “os justos verão a queda deles”. A justiça do mundo, ainda que falha e tardia, consegue derrubar muita gente que abusa da desonestidade e da falsidade. Mas Deus é aquele que acerta as contas com todos, de modo a castigar parcialmente os ímpios nessa vida, mas reservando um tempo em que cobrará toda dívida e maldade. Por isso, não desanime ao ver a escalada do crime, da injustiça, da corrupção e da maldade. Esses dias estão contados. Espere no Senhor!

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.