Segunda, 18 de Novembro de 2019
   
Tamanho do Texto

Pesquisar

Provérbios 19.21

  

Provérbios 19.21

“Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor” (Pv 19.21 NVI). 

Jesus contou uma parábola sobre um filho que pegou sua parte na herança e abandonou seu pai (Lc 15.11-32). Ele não foi nada sábio e esbanjou toda a sua fortuna, passando grandes necessidades. Chegou ao ponto de tomar conta de um chiqueiro, desejando comer a lavagem dada aos porcos. Vendo sua situação e lembrando-se da abastança dos servos do seu pai, bolou um plano: voltar para casa e trabalhar para o pai. No caminho de volta, ele certamente planejou todo o discurso que faria e como se comportaria na nova função que teria dali para frente. Entretanto, quando chegou, o rapaz nem sequer teve chance de fazer sua proposta de trabalho, pois recebeu do pai novamente todos os benefícios filiais e um banquete em comemoração ao seu retorno. O plano que ele tinha anteriormente fazia sentido e tinha valor, mas seu pai tinha um plano muito melhor para ele.

O fato é que todos nós temos projetos para a vida, pelo que o texto nos recorda de que “muitos são os planos no coração do homem”. Não é errado se organizar e traçar rumos para o futuro, seja a curto ou a longo prazo. Na verdade, é sábio ser precavido e ter objetivos na vida. Entretanto, o homem não consegue, por si só, garantir a concretização dos seus planos. Por isso, a fraqueza e a falibilidade humana deram ocasião para Tiago escrever o seguinte: “Ouçam agora, vocês que dizem: ‘Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro’. Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa” (Tg 4.13,14). Assim, o homem precisa depender de alguém mais poderoso que ele para levar seus projetos adiante.

Salomão, depois de fazer certo mistério sobre o desfecho dos planos do homem, revela que, no final das contas, “o que prevalece é o propósito do Senhor”. Com isso, ele mostra que o ser humano é limitado e revela que Deus não se sujeita aos homens, reservando para si a liberdade de escolher os rumos da nossa vida sem que ninguém o possa impedir ou dissuadir (Jó 42.2). Por isso, Tiago também prossegue em seu ensino e diz: “Ao invés disso, deveriam dizer: ‘Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo’” (Tg 4.15). Essa é uma lição contundente de humildade e de dependência que todo servo de Deus deve aprender. Não existem homens independentes do Senhor, nem capazes de fazer tudo que planejam. Eles devem seguir as instruções bíblicas e ser sensíveis à direção do Espírito. Ao mesmo tempo, devem desenvolver o santo contentamento quando Deus revela propósitos que contrariam os planos humanos. Essa é uma lição difícil de aprender, mas poucos ensinos transformam tanto, ou colocam homem no seu devido lugar diante do soberano Senhor.

Pr. Thomas Tronco

Este site é melhor visualizado em Mozilla Firefox, Google Chrome ou Opera.
© Copyright 2009, todos os direitos reservados.
Igreja Batista Redenção.